Explosão no Líbano deixou mais de 100 mortos e 4.000 ferido

0

A Cruz Vermelha do Líbano informou, nesta 4ª feira (5.ago.2020), que já passa de 100 mortos e mais de 4.000 feridos na explosão do porto de beirute na 3ª feira (4.ago). As operações de busca e resgate seguem sendo realizadas no local da explosão e os números devem aumentar.

Autoridades do governo do Líbano disseram que a explosão foi causada pela detonação de mais de 2.750 toneladas de nitrato de amônio armazenadas no porto desde que foram confiscadas de 1 navio de carga em 2014. O nitrato de amônio é 1 ingrediente comum em fertilizantes, mas também pode ser altamente explosivo se exposto a alta temperatura.

A explosão deixou as ruas da capital cheias de destroços, carros queimados e fachadas de prédios destruídas. Pelo menos 250 mil pessoas ficaram desalojadas, segundo o governador da capital, Marwan Abboud.

O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, declarou luto oficial de 3 dias e disse que o país enfrenta uma catástrofe. “Eu prometo que esta catástrofe não passará sem que os culpados sejam responsabilizados. Os responsáveis pagarão o preço”, afirmou Diab.

Atualmente o Líbano atravessa grave crise econômica, que causou uma enorme inflação e desvalorização da moeda. Vários protestos rua têm acontecido nas ruas em meio à pandemia de covid-19.

Vários países, entre eles, França, Irã, Arábia Saudita, Malásia, Jordânia, anunciaram ajuda ao Líbano.

Jornal Mangueiral DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui