Zika Vírus, todo cuidado é pouco

0



blog semana13 - Zika Vírus, todo cuidado é pouco



O Zika Vírus é transmitido pela picada do mosquito Aedes aegypti que se prolifera através de lugares onde tem acumulo de água 


O Zika Vírus é uma infecção causada pelo vírus ZIKV, transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, que também transmite a dengue e a Chikungunya.




Transmissão:







A fêmea deposita os ovos na água parada, após eclodirem, as larvas ficam na água por uma semana. Começam a virar mosquitos prontos para picar as pessoas. O inseto vive cerca de 45 dias e procria em velozmente. Uma vez picado, o indivíduo demora cerca de 3 a 12 dias para apresentar os sintomas de Zika.




A temperatura propícia para a transmissão é entre 32°, 33° graus – o mosquito se desenvolve em zonas tropicais e sub tropicais, dificilmente se desenvolve em regiões com menos de 16°C.


Além da picada do mosquito, a transmissão pode ocorrer de se a mulher estiver grávida e pegar Zika , pode passar para o bebê e por sexo anal, vaginal e oral sem proteção.






Sintomas:




Os sintomas se assemelham com o da dengue, são eles :


  • Febre baixa;
  • Dor nas articulações;
  • Dor muscular;
  • Dor de cabeça(atrás dos olhos);
  • Erupções Cutâneas.



Mas a maior parte dos infectados não irá apresentar sintomas.




Ocorrência:


O primeiro registro do vírus Zika foi em 1947 na floresta de Uganda, quando foi encontrado em macacos. Mas só em 1957 foi detectado em humanos. No Brasil, os primeiros casos foram notificados em 2015 nas regiões do Rio Grande do Norte e da Bahia.




Segundo o Ministério da saúde foram 211.770 casos prováveis de febre pelo vírus Zika em todo o país, até o dia 10 de dezembro de 2016, sendo 31.707 na região Centro- Oeste.



Zika e microcefalia:





O que agrava mais a proliferação desse vírus é a relação entre ele e bebês que nasceram com microcefalia. Em 2016 houve um surto dessa doença, principalmente na região nordeste. A situação provocou grande medo entre as futuras mães.




No Brasil existem 3.062 casos em investigação microcefalia.





Prevenção:





A recomendação é usar repelente ( principalmente as gestantes), colocar telas nas janelas e portas.


Mas a prevenção maior é o combate do mosquito Aedes Aegypti não deixando água parada, em vasos , plantas, pneus, e em nenhum recipiente que acumule água. 




Por: JM Joel.



logo2.fw28129 1 - Zika Vírus, todo cuidado é pouco


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui