Sob pressão, Michel Temer reajusta Bolsa Família

0

Envolto em denúncias e com uma investigação em curso que vai levar a
sua filha Maristela a depor a Polícia Federal na próxima quinta-feira
03, sob a suspeita de lavar dinheiro de propina com a reforma de uma
casa, o presidente Michel Temer anunciou, nesta segunda (30), o aumento
de 5,67% no Bolsa Família.

O índice foi divulgado no site do Ministério do Desenvolvimento Social e
a oficializalçao do reajuste foi feita durante o discurso do presidente
para o Dia do Trabalho.

Campanha CLDF

No discurso, Temer citou e agradeceu várias categorias profissionais.
Disse que o trabalhador desempregado não deve perder a esperança, pois o
país está crescendo e, a cada dia, são criados mais postos e mais
oportunidades. Segundo o IBGE, o Brasil tem atualmente 13,7 milhões de
desempregados.

Segundo o comunicado do governo, com a alteração, o pagamento do Bolsa
Família passará de R$ 177,71 para uma quantia estimada de R$ 187,79. O
último reajuste, até então, havia sido de 12,5%, em junho de 2016, logo
após Temer assumir o governo. O aumento atual equivale a menos da metade
do realizado 2 anos atrás.

O valor foi antecipado, neste sábado (28), pelo blog da repórter Christina Lemos, da RecordTV. Ainda segundo o blog, o aumento cobre os 4,01% do INPC (Indice Nacional de Preços ao Consumidor) acumulado do período.

O reajuste valerá a partir de julho. O índice foi fechado após mais de
um mês de dura queda de braço entre o Ministério do Desenvolvimento
Social e a área econômica do governo, que aceitava, com resistência,
apenas a correção da inflação: 2,95%.

A negociação, iniciada ainda na gestão de Osmar Terra, que deixou o
governo na última reforma ministerial, foi concluída pelo novo ministro,
Alberto Beltrame. Ele conseguiu convencer a área econômica e o
presidente de que o cálculo da inflação deveria retroagir à data da
último  aumento, de 12,5%, concedido em junho de 2016.

Anuncio que acabo de autorizar o reajuste do @bolsafamilia. E também renovei o programa Luz para Todos, que beneficiará mais de 2 milhões de pessoas que não têm sequer um bico de luz. O projeto do novo salário mínimo está encaminhado, será o maior salário mínimo da nossa história

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui