Governo beneficia 667 famílias na Estrutural

0

Nesta segunda-feira (14), 667 famílias da Estrutural receberam cesta
emergencial e guia de pagamento de benefício no valor R$ 360,75. Os
contemplados foram os catadores de materiais recicláveis dos oito
Centros de Triagem de Resíduos. A entrega foi no Centro de Referência de
Assistência Social (CRAS) Estrutural, das 9h às 16h.




Ao lado do CRAS estava estacionado o Ônibus da Mulher, unidade de
atendimento móvel com salas de atendimento destinada ao acolhimento das
mulheres vítimas de violência. No local houve uma palestra sobre a Rede
de Atendimento à Mulher, direito da mulher e a entrega de folderes
explicativos acerca do tema.




Os trabalhadores que sonham em sair do Galpão receberam uma palestra
sobre o Prospera – fundo de geração de emprego e renda, voltado para
empreendedores do setor informal (como autônomos), micro ou pequenas
empresas, artesãos, cooperativas de trabalho e produção individual.O
programa da Secretaria Adjunta do Trabalho tem como vantagem os juros
diferenciados. O índice é de aproximadamente 0,7% ao mês para capital de
giro e investimento.




No evento, profissionais da Secretaria de Saúde (médicos e
nutricionistas) também deram dicas sobre os cuidados necessários para
evitar a obesidade, diabetes e controlar a pressão arterial.




A ação social integrada foi realizada a fim de reduzir as
vulnerabilidades enfrentadas por aqueles que trabalhavam no Aterro
Jockey, o maior lixão a céu aberto da América Latina. Desde que começou o
processo de desativação do local, a Secretaria do Trabalho,
Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos
(Sedestmidh) adota ações especificas de proteção social para contribuir
com a superação da situação de vulnerabilidade.




Charlene de Jesus, trabalha na Cooperativa de Reciclagem Ambiental da
Cidade Estrutural (COORACE). Ela recebeu pela quarta vez o benefício.
Segundo ela, a maior parte da renda mensal vem do auxílio. Por isso, a
gerente do Cras Estrutural, Karine Cardoso, que acompanhou de perto o
fechamento do Lixão, acredita ser fundamental o processo de transição.
“Assim amparamos as famílias que se sustentavam do trabalho desenvolvido
no Lixão”, completou.




A Secretaria conta com outros programas em prol dos catadores de
materiais recicláveis. A pasta também dispõe de equipamentos da
assistência social na cidade (CRAS, CREAS e CECON) e dos benefícios
eventuais: Auxilio Natalidade e Auxilio em Situação de Vulnerabilidade e
do Benefício Excepcional, bem como uma série de cursos profissionais na
Fábrica Social, com duas sedes na Cidade Estrutural.


 por Camila Piacesi.

Campanha CLDF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui