Dois vigilantes em serviço são roubados em prédio da UnB

0



Nem mesmo os seguranças de um dos prédios da UnB conseguiram escapar da ação de assaltantes neste sábado (17/1). Pela manhã, um homem e uma mulher entraram armados na Fundação Universitária de Brasília (Fubra), no câmpus Darcy Ribeiro, e renderam dois porteiros que faziam a vigilância do local. Eles foram amarrados, agredidos e tiveram os pertences pessoais levado

Na ocorrência registrada pela Polícia Civil, as vítimas relataram que os suspeitos agiram de forma violenta e procuraram por armas. Como o prédio está desativado, nenhum objeto da instituição foi roubado, mas os assaltantes arrombaram os cadeados dos armários e levaram os celulares dos trabalhadores, que fazem parte do quadro de terceirizados da universidade. 

A Polícia Civil fez buscas pelo local, mas os suspeitos não foram encontrados. As vítimas foram encaminhadas ao Instituto de Medicina Legal (IML) e passaram por exames. A corporação investiga o caso. 
 
A Central Sindical e Popular do DF (CSP Conlutas) criticou os recentes cortes de funcionários. “O que aconteceu é reflexo das demissões de muitos terceirizados, inclusive da segurança. E isso vai aumentar a violência, vão acontecer mais casos em outros prédios, por falta de pessoal”, disse Francisco Targino, membro da direção executiva da central sindical. De com o Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Universidade de Brasília (Sintfub), de julho a novembro de 2017, ao menos 300 terceirizados foram demitidos. 

Ao Correio, a Secretaria de Comunicação da UnB informou que a quantidade de trabalhadores para a vigilância da Fubra está dentro do plano da instituição. A Secom afirmou, ainda, que investe em treinamento e tecnologia para melhorar a segurança. Leia a nota na íntegra:
 
“A Diretoria de Segurança da UnB (DISEG/UnB) informa que a quantidade de trabalhadores para vigiar o prédio da FUBRA está de acordo com o Plano de Segurança da Universidade. Destaca, ainda, que a ação da vigilância frustrou a tentativa de roubo patrimonial.

O atual Plano de Segurança potencializa os recursos humanos por meio de constantes treinamentos. Cabe ressaltar que a Universidade vem realizando investimento em inteligência e tecnologia. Alguns exemplos são: a reativação do circuito fechado de monitoramento por câmeras de segurança, aumento da área iluminada, corte da vegetação, ampliação do uso do aplicativo UnB Alerta e parceria com a Secretaria de Segurança Pública do DF. informação  Correio Brasiliense.

Campanha CLDF



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui