Greve do metrô completa um mês sem previsão de fim

0

Compressor de um dos trens falhou próximo à estação Concessionárias, e passageiros tiveram de trocar de trem. Tempo de espera durante a manhã chegou a 20 minutos

Um problema técnico causou atraso de até 20 minutos no metrô, no início da manhã desta segunda-feira (11/12). Por volta das 6h40, o compressor de uma das 18 composições do horário de pico falhou. Assim, os passageiros tiveram de descer na estação Concessionárias e aguardar o trem seguinte.


De acordo com o Metrô/DF, o funcionamento voltou ao normal pouco depois das 7h. Não há registro de tumulto nas estações. A estatal explicou ao Correio que o compressor avariado faz parte do sistema pneumático, responsável pelo movimento do trem e, inclusive, pela abertura e fechamento das portas.

Não é o primeiro transtorno nos trilhos do DF desde o início da greve dos metroviários, que se arrasta há mais de um mês. Na sexta-feira (8/12), um morador de rua morreu atropelado por um trem após cair sobre os trilhos em Taguatinga. O serviço chegou a ficar 36 minutos interrompido.

Há uma semana, uma falha técnica causou tumulto e quebra-quebra na estação Praça do Relógio. Três veículos tiveram vidros quebrados por passageiros irritados com a demora nos trens e com a falta de ventilação.

Greve do metrô completa um mês sem previsão de fim


Enquanto passageiros sofrem com falhas técnicas e espera prolongada, a queda de braço entre o Sindicato dos Metroviários (Sindmetrô) e a estatal continua. Ainda não houve acordo suficiente para interromper a greve iniciada em 9 de novembro. 

A disputa chegou ao Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região (TRT/10), que estipulouregras para funcionamento dos trens durante a greve. Mas nem mesmo o Ministério Público do Trabalho (MPT) conseguiu fazer sindicato e Metrô conversarem. A categoria pede reajuste de 8,41% e a contratação de novos funcionários aprovados em concurso. 

Sem solução para o impasse, as duas partes garantem, ao menos, o funcionamento de 18 dos 24 trens nos horários de pico(6h-8h45 e 16h45-19h30). À noite, quando apenas três veículos operam, o tempo de espera pode chegar a uma hora.

Campanha CLDF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui