‘Bolsonaro não dá conta de derrotar o PT’, diz Alckmin

0

O candidato do PSDB à Presidência nas eleições 2018, Geraldo Alckmin,
disse nesta segunda-feira (24) que Jair Bolsonaro (PSL) “não dá conta de
derrotar o PT, nem dá conta do governo”. Ele comentou as últimas pesquisas de intenção de voto numa agenda de campanha no Mercadão de Madureira, área de comércio popular da zona norte do Rio.

“Mais da metade da população não quer esses extremismos. A
racionalidade vai caminhar. De um lado tem a volta do PT, que é muito
ruim; de outro, uma parte da população que é bem intencionada mas acha
que para vencer o PT é o Bolsonaro. E não é. Ele não dá conta de
derrotar o PT, essa é a realidade, nem dá conta do governo. Eu não vou
ser pau mandado de banqueiro, para ter a CPMF, reduzir imposto de renda
de rico.”

Alckmin disse que vai trabalhar essas duas últimas semanas antes da
eleição para conquistar o voto de quem rejeita tanto o candidato
Fernando Haddad e o PT quanto Bolsonaro. “É esse eleitor que vamos
buscar. O que vale é a última onda”, afirmou o tucano.



Ele não quis dar declarações sobre o manifesto preparado pela campanha
de Bolsonaro para apresentá-lo como um candidato menos radical. Alckmin
disse desconhecer informações sobre uma possível aliança entre João
Doria e Bolsonaro, ao ser questionado por jornalistas sobre o assunto.
“Tem muita fake news. Estive ontem (sábado) com João Doria num grande
ato em São Paulo.”



Ele também falou sobre a situação fiscal do País. “Quem ganhar não vai
ser convidado para um banquete. Não será uma tarefa fácil. Estabelecemos
até dois anos para zerar o déficit fiscal”, declarou, ao ser
confrontando com a declaração do candidato do PDT, Ciro Gomes, que
visitou Madureira nesta manhã e afirmou que será possível fazer o Brasil
crescer 5% em 2020. O tucano caminhou pelo Mercadão e cumprimentou
comerciantes e clientes. fonte R7.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui