ráfego aéreo na América Latina sobe 6,5% em maio e lidera expansão global; Brasil cresce 1,3%

0
71

O tráfego aéreo mundial, medido em número de passageiro por quilômetro voado (RPKs, na sigla em inglês), cresceu 4,5% em maio, em comparação com o mesmo mês de 2018, informou a Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês). A América Latina foi a região que apresentou maior aumento no tráfego, com 6,5%. A região com o pior desempenho foi o Oriente Médio, com apenas 0,7%.

Apesar de a América Latina ter liderado em maio, o mercado doméstico brasileiro teve expansão do tráfego de apenas 1,3%, bem abaixo da média mundial dos voos nacionais que aumentou 4,8% no mundo. Entre os grandes mercados, o Brasil só ficou à frente da Austrália, país que teve expansão de 1,1% no tráfego interno de passageiros. No outro lado da tabela, o movimento doméstico de passageiros saltou 10,6% na Rússia e 7,6% na China em maio.

Já em termos de demanda de tráfego internacional subiu 4,3% em maio em comparação com o mesmo período do ano anterior, ritmo menos intenso que o crescimento de 5,1% visto em abril. Segundo a Iata, todas as regiões registraram crescimento, liderado novamente pelas companhias aéreas na América Latina, cuja demanda aumentou 6,7% no período. “A demanda por passageiros está atualmente se mantendo bem, apesar de um cenário econômico desafiador em vários países”, diz a Iata em nota.

Em nota, o CEO da Iata, Alexandre de Juniac, disse que a redução no crescimento da demanda está de acordo com o “comércio global em queda, o aumento das tensões comerciais e o enfraquecimento da confiança dos empresários”. “Nesse ambiente desafiador, as companhias aéreas estão gerenciando a capacidade com cuidado para otimizar a eficiência “, destacou Juniac.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui