São Sebastião recebe evento para debater violência contra a mulher.

0
82

O Jornal Mangueiral vái esta fazendo a cobertura deste evento na página do Jornal no facebook ao vivo.

9 de outubro de 2019

Na quinta-feira (10/10), o Brasil celebra o Dia Nacional de Luta Contra a Violência à Mulher. Para debater o tema, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), por meio do programa de Prevenção Orientado à Violência Doméstica e Familiar (Provid), promove, em São Sebastião, um encontro com palestras sobre o assunto. O evento ocorre a partir das 15h, no auditório da Faculdade Fortium. Apoio do CONSEG de são Sebastião

O major Bruno Rocha do 21º Batalhão da PMDF explica que o encontro busca difundir a proteção à mulher pelo Provid, além de dar voz à população e informar sobre a rede de proteção montada na cidade. O evento vai contar com uma palestra da juíza Rejane Suxberguer, do juizado de violência doméstica de São Sebastião, além da promotora de justiça Carina Leite e da assistente social Lianne Oliveira.

Responsável por um das palestras do evento, a juíza Rejane Suxberguer destaca a importância de se falar sobre violência contra mulher. “Uma das formas de combater a violência doméstica é falando sobre ela. A gente precisa dialogar para saber o que está acontecendo na cidade, quais as dificuldades que as mulheres estão encontrando para denúncia e, principalmente, trabalhar com as líderes comunitárias, porque muitas das mulheres vítimas de violência sequer chegam ao sistema de justiça”, diz.

A juíza Rejane afirma que o trabalho que a PMDF e o juizado vêm realizando na cidade tem trazido resultados positivos em relação à diminuição dos casos de violência contra a mulher em São Sebastião. Segundo o Major Rocha, o último feminicídio na cidade foi registrado em janeiro de 2018.

“A gente tem duas formas de atuar: nas ocorrências que são registradas no dia a dia, verificamos o que tivemos de problema no dia, dentro das famílias e coloco a minha equipe para começar a visitar essas pessoas. Outra forma é com o apoio do Fórum. Quando uma família entra na justiça por conta de algum problema de violência, eles nos informam e nossa equipe de policiais passa a atender eles também” detalha o major Bruno Rocha.

Além das palestras, o encontro ainda vai contar com um bate-papo com uma das assistidas do programa que foi libertada de uma situação de cárcere privado. Para participar, basta comparecer ao auditório no horário agendado.

Confira a programação

Violência Contra Mulher no DF
A violência contra a mulher tem aumentado no Distrito Federal. Em 2019, a unidade federativa já conta com 25 casos de feminicídio e, até agosto, 62 tentativas, contra 44 no ano passado, segundo a Secretaria de Segurança Pública do DF.

Sobre as ocorrências de Maria da Penha, até julho deste ano, o DF registrou 9006 casos, 3,1% a mais que o mesmo período do ano passado. Já em São Sebastião, os casos de violência contra mulher tem diminuído. A região teve um declínio de 3% no números de ocorrências de violência contra mulher. Até julho de 2019, a região administrativa teve 404 casos incluídos na Lei Maria da Penha, contra 418 no mesmo período do ano passado.

Serviço
O que: Encontro em comemoração ao Dia Nacional de Luta Contra a Violência à Mulher

Quando: Quinta-feira (10/10), das 15h às 18h

Onde: Auditório da Faculdade Fortium, na Avenida Comercial de São Sebastião

Entrada franca

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui