Eixo Monumental terá mais uma obra de Oscar Niemeyer

0
93

Um espaço cultural com cinema, praça de alimentação, teatro, biblioteca, estacionamento interno e salas para palestras e exposições vai compor o conjunto arquitetônico e cultural do Eixo Monumental de Brasília.

Projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e inspirado em modelo homônimo de Washington (Estados Unidos), o Museu da Bíblia será construído próximo à Estrada Parque Indústrias de Abastecimento (Epia), entre o Cruzeiro e o Setor Militar Urbano (SMU), com capacidade para 50 mil pessoas.

Divulgação
Divulgação

A expectativa é de que o museu receba cerca de 100 mil visitas ao ano e fomente o turismo em Brasília – uma das intenções de maior relevância da gestão do governador Ibaneis Rocha. Na manhã desta quarta-feira (9), foi assinada, no Palácio do Buriti uma Carta de Intenções e Compromissos que ajudará na captação de recursos para a construção do Museu da Bíblia. Os custos são estimados em R$ 63 milhões, sem ônus para o GDF.

“Ideologia, cada um tem a sua; time de futebol, cada um tem o seu e religião também; por isso nós temos a obrigação de respeitar as pessoas, a diversidade e as vontades delas que são feitas sob o manto de Cristo”, defendeu o governador, que é católico e tem como expectativa entregar a obra – que aponta como a maior de seu governo – até 2022.

A assinatura da Carta de Intenções e Compromisso abrirá caminho para captar recursos com vistas à construção do Museu da Bíblia | Foto: Renato Alves / Agência Brasília

Bíblia aberta

Instalado em uma área de 15 mil metros quadrados, o espaço cultural e religioso, com o formato de uma Bíblia aberta, terá como objetivo a preservação da memória religiosa por meio da divulgação das Sagradas Escrituras, promovendo, de acordo com seus idealizadores, educação e cultura. Para o presidente da Sociedade Bíblica do Brasil, Assir Pereira, o ponto de instalação do museu, previsto no projeto da cidade, tem um significado. “Está onde seria o leme do corpo do avião [que simbolizaria o desenho do Plano Piloto de Brasília]”, explica.

Além do governador Ibaneis Rocha, participaram representantes da Unidade de Assuntos Religiosos do GDF e integrantes da Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional, bem como líderes de entidades evangélicas.

Com informações da Unidade de Assuntos Religiosos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui