Quarto motorista de aplicativo é morto em 15 dias

0
260

O motorista Osmar de Souza Prado, de 36 anos, foi morto em uma tentativa de roubo por volta das 3h da manhã de domingo (29), na Avenida Governador Mario Covas, na cidade de Suzano, na região metropolitana de São Paulo. Esse é o quarto caso de morte envolvendo motoristas de aplicativo em menos de 15 dias.

As duas passageiras, de 40 e 66 anos, que ocupavam o Fiat/Palio da vítima contaram que um veículo GM/Monza se aproximou e fechou a passagem de Osmar, obrigando a vítima a parar o carro, momento em que um homem teria saído do veículo. De acordo com o Boletim de Ocorrência, o acusado apontou uma arma de fogo em direção ao motorista, que acelerou na tentativa de fugir, mas acabou sendo atingido por um disparo. Os suspeitos fugiram em seguida sem levar nada. Não foi localizada qualquer cápsula de projétil no local.

Uma equipe da PM foi acionada e compareceu ao local, assim como o Setor de Homicídios da Seccional de Mogi das Cruzes. A área foi periciada e os dois celulares da vítima apreendidos. O caso foi registrado na Delegacia de Suzano.

Outros casos de morte de motoristas de aplicativos

Elvis Souza Leite, de 41 anos, foi enforcado com um cinto de segurança na noite do último dia 18, em Itaquaquecetuba. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP) do Estado de São Paulo, policiais militares faziam patrulhamento no Jardim do Carmo, quando desconfiaram de dois homens parados ao lado de um carro na Rua Valparaíso. Ao notarem a aproximação da viatura, ambos fugiram.

Já no dia 15 de setembro, dois motoristas de aplicativo foram mortos. Na Pedreira, zona sul da capital, Marco Aurélio Roncoli Filho, de 30 anos, foi assassinado durante uma tentativa de assalto por dois homens em uma motocicleta. A vítima foi alvejada na cabeça. Segundo a SSP, ao chegar ao local do crime, a PM encontrou um Chevrolet Onix preto que havia colidido entre um muro e um poste de iluminação. O condutor estava com ferimentos na cabeça. O Samu foi acionado e levou a vítima até o Hospital do Campo Limpo também na zona sul, onde morreu.

Em outro caso, no mesmo dia, a motorista Adriana Márcia de Almeida, de 46 anos, foi morta quando buscava duas passageiras que saíam de um baile funk, em Diadema, no ABC paulista. O crime aconteceu por volta das 23 horas, na Avenida Fundibem, no Jardim Casa Grande. Adriana tentou acelerar o carro para fugir da abordagem criminosa, mas foi atingida com um tiro no pescoço.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui